ES EN PT




Gênero e Política na América Latina


No âmbito de seu programa de Análises Estratégicas Transnacionais, o Observatório de Sexualidade e Política (SPW) iniciou uma nova linha de trabalho em 2018. Este novo projeto chamado Gênero e Política na América Latina incluiu a publicação de estudos de caso de nove países e dois outros estudos complementares em espanhol, publicados em fevereiro de 2020. Em breve, esses resultados serão disponibilizados em português numa versão resumida. Em setembro de 2019, o projeto lançou uma série de vídeos (com legendas em português) que sintetizam os resultados preliminares da pesquisa e, em 2018, o projeto também contemplou a tradução da edição especial “Habemus Gender!” publicada pela revista Gender and Religion (2016). Em 2021, o SPW organizou o webinar “Todos os Olhos Voltados para a América Latina: Políticas Antigênero Através de Lentes Transnacionais”, quando os estudos foram comentados por especialistas acadêmicos e ativistas da África Sub-Saariana, América Latina, Europa, Sul Asiático e EUA.

Veja os resultados do projeto abaixo



AMÉRICA LATINA POR LENTES TRANSNACIONAIS | Novo!

Assista com áudio original (inglês e espanhol)



PUBLICAÇÕES Em breve!


O Observatório de Sexualidade e Política (SPW) tem o prazer de anunciar a publicação da série de estudos Política Antigênero na América Latina. A coleção inclui nove estudos de casos nacionais sobre ofensivas antigênero na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, México, Paraguai, Uruguai, uma análise da presença e efeito dessas formações nos debates da Organização dos Estados Americanos (OEA) e um artigo que resgata a genealogia a longo prazo do conservadorismo religioso que, desde os anos 90, tem animado campanhas antigênero no mundo.

Agradecemos à equipe de pesquisadores Maximiliano Campana (Argentina) e Isabela Kalil (Brasil), Franklin Gil Hernández (Colômbia), Jaime Barrientos Delgado (Chile), Gabriela Arguedas Ramírez (Costa Rica e Neointegrismo), María Amelia Viteri (Equador), Gloria Careaga e Luz Elena Aranda (México), Clyde Soto e Lilian Soto (Paraguai), Lilián Abracinskas, Santiago Puyol, Stefanie Kreher e Nicolás Iglesias (Uruguai) e Mirta Moragas (Organização dos Estados Americanos).

Acesse os estudos completos (em espanhol)

#POLITICASANTIGÊNERO

#POLITICAS
ANTIGÊNERO

#PolíticasAntigênero é uma série de oito vídeos sobre os principais aspectos das ofensivas antigênero, explorando seus antecedentes, erupções, definições, contextos, atores, estratégias, efeitos e formas de resistência a partir da perspectiva de 9 países da América Latina.

*Ative as legendas em português nas configurações

Ver série completa

¡HABEMUS GÉNERO!



O SPW lançou em parceria com Akahatá a publicação traduzida ao espanhol de oito textos selecionados da revista Gender & Religion cuja edição especial “Habemus Gender! The Catholic Church and Gender Ideology” analisa a genealogia e os efeitos da política antigênero na Europa, América Latina e África.



ABIA